31/05/2007

O invasor



Imagine a cena: um garoto manda uma cartinha para o Papai Noel pedindo uma bicicleta. O bom velhinho responde a mensagem. O menino fica muito feliz por saber que o presente está garantido, mas no final tem um carimbo: “Bicicletas Caloi. Não esqueça de comprar a sua”.

Isto ilustra bem a ação dos “links relacionados”, anúncios adaptados ao contexto dos e-mails. Se um amigo te escrever dizendo que está desempregado e precisa do seu networking para voltar ao mercado, logo ao lado aparecerão anúncios do tipo “ganhe R$ 1000,00 trabalhando em casa”. Essa estratégia pode ser considerada oportuna ou oportunista?

O que os anunciantes chamam de “segmentação”, muita gente considera invasão de privacidade, pois alguém (mesmo sendo um software) aproveita para ler a sua mensagem e criar um texto publicitário especialmente para você. Eles esquecem que ninguém em sã consciência pede para ver, ler ou assistir a um comercial. A publicidade sempre entrou nas nossas vidas sem permissão, mas de modo educado e muitas vezes de forma divertida.

Agora ela tem esse olho tipo Big Bother, por onde ela vigia o seu público-alvo de perto para pegá-lo de surpresa e entrar sem bater, tudo para entregar um comercial personalizado. Por esse motivo, os links relacionados tornaram-se o inimigo número um dos internautas, dividindo o posto com os pop ups. Se duvidar, já deve estar em processo de desenvolvimento um programa para bloquear os links relacionados. E mais um olho da publicidade será vendado.

Nesta nova era da internet, onde as pessoas têm o poder de produzir e distribuir informação, os links relacionados tornam-se desnecessários, podendo ser mandados para um museu junto com os jurássicos banners estáticos. Com tanto potencial de interação on line, a publicidade tem outros meios para vender o seu peixe sem esfregá-lo na cara do internauta.

Caio Costa, do Blogcitário - www.novoblogcitario.blogspot.com

PS.: Hoje também é o meu dia de postar textos no Comentário Atravessado - www.comentarioatravessado.blig.com.br. Vá lá e leia sobre a vontade de alguns publicitários em serem famosos.

2 comentários:

Inã disse...

Parabéns Caio, ótimo post, foi muito esclarecedor!!!

Anônimo disse...

Good day!

If you are looking for a job check out an interesting [url=http://www.headhunterfinder.com]recruiters [/url] directory.
Hope you find a nice job too!