21/05/2007

Currículo Nota 10


Sempre surge aquela dúvida na hora de organizar um novo Currículo, separar suas habilidades, e como exatamente trazer para o papel o que as empresas realmente procuram em um profissional. Quem nunca se sentiu perdido que atire a primeira pedra !


Achei este artigo no meu micro, e resolvi postar, afinal pode ajudar você em algum momento, siga ás dicas e muito sucesso !


NOME COMPLETO Liste seu estado civil, nacionalidade, idade, endereço completo (com rua, número e complemento), CEP, cidade, Estado, telefone residencial, fax, celular (todos com DDD) e e-mail. RG, CPF, número da carteira profissional, título de eleitor, atestado de reservista e passaporte são completamente dispensáveis. Esqueça-os. Você está escrevendo um currículo, não assinando um contrato.


OBJETIVO:O que você quer vem logo depois de quem você é. Deixe claro o seu objetivo profissional. Cuidado com exageros: antes de enviar seu perfil a um empregador, decida BEM o que você quer fazer e em que área quer atuar.


RESUMO PROFISSIONAL:Apresente uma síntese (leu direito? SÍNTESE) de suas competências e habilidades profissionais. Para o empregador bater os olhos e avaliar você no ato. É aí que ele decidirá se continua em frente, lendo atentamente o seu perfil, ou se joga o currículo no lixo.


HISTÓRICO PROFISSIONAL:A experiência é o ponto que mais chama a atenção dos recrutadores. Resuma seu histórico profissional, não esquecendo dos seguintes pontos:1. As empresas nas quais trabalhou (da mais recente para a mais antiga);2. O período em que passou em cada uma delas;3. Seu(s) cargo(s) na organização;4. Uma breve descrição de suas funções e responsabilidades.Se você é um profissional com alguma experiência de mercado, coloque seu histórico profissional ANTES da sua formação. Caso você sejam recém-formado ou tenha pouca quilometragem nas empresas, troque as bolas: coloque primeiro a formação acadêmica.


FORMAÇÃO ACADÊMICA:Liste os cursos de graduação, pós-graduação e especialização, do mais recente para o mais antigo, com ano de início e de término (se você ainda não concluiu o curso, coloque simplesmente a palavra "cursando"). Não esqueça das certificações e do MBA, se houver. JAMAIS coloque onde fez o colegial, ginásio ou ensino fundamental, a não ser que o empregador peça.


IDIOMAS:Liste os idiomas nos quais você tem algum conhecimento e, principalmente, seu NÍVEL (básico, intermediário ou fluência) em cada um deles. Aqui, não adianta enrolar: se você é fluente, é fluente e pronto. Não existe essa história de "falo, mas não escrevo" ou algo do gênero. Alguns headhunters aconselham que você faça uma subavaliação de seus conhecimentos, pois você pode ser surpreendido em uma entrevista. De qualquer jeito, é bom confiar bem no seu taco e saber direitinho seu nível antes de escrever besteira. Caso você tenha alguma experiência de trabalho ou estudo no exterior, é hora de mencioná-la(s). Viagens de férias ou turismo não valem. Já intercâmbios ou estágios são uma boa pedida.


INFORMAÇÕES ADICIONAIS: Por fim, liste suas habilidades específicas, como conhecimentos de linguagens de programação, seminários e workshops (só os relevantes, please) e outros.


Dicas gerais: SEJA BREVE. Seu currículo deve conter, no máximo, duas páginas. Utilize processadores de textos (esqueça programas gráficos, HTML ou máquinas (?) de escrever) e escolha uma fonte sem firulas. Figuras, nem pensar. Nem foto.NÃO MANDE O CURRÍCULO ATACHADO. Coloque-o no corpo da mensagem. Com a atual epidemia de vírus, muitos empregadores simplesmente eliminam arquivos anexados.UTILIZE PALAVRAS-CHAVES. Seu currículo pode ficar armazenado em um banco de dados inteligentes, o que significa que o empregador pode selecioná-lo por determinados campos.NÃO MINTA. Você pode ter surpresas desagradáveis no futuro (se houver futuro para você na carreira).NÃO ESCREVA NADA SOBRE SALÁRIO. A não ser que o empregador exija saber qual é sua pretensão salarial.


Artigo retirado da Revista RH de 2006

3 comentários:

GuiCury disse...

Meu curriculum eu acho uma droga! E o mais legal é mentir! huehueheuhe

Caio disse...

Nas duas agências onde consegui estágio em criação,apenas precisei mostrar a minha pasta, pois é isso que interessa na publicidade.

Helena disse...

É galera o portfólio realmente conta muito no nosso ramo, mas vou ser sincera pois trabalho no Planejamento da Fischer e também já fiz muitas entrevistas;

Se você não possui um Curriculo legal e NÃO quer trabalhar com criação, é bom ter um bom Curriculo pois eles vão pedir !