21/06/2007

O pior pesadelo de um publicitário


Quem vive esta vida pseudo glamourosa da publicidade, pelo menos uma vez na carreira já encarou esta situação: ter que engolir a pulso um parente do cliente na campanha.

Geralmente a criatura convocada para esta missão é o filho. Segundo o cliente, os motivos são diversos. O menino é forte, esperto, fotogênico e quer ser artista quando crescer. Então, nada melhor que estrelar o comercial do papai. E estes motivos vêm com a desculpa da pouca verba em chamar um ator de verdade.

Depois de ficar sabendo da triste realidade, você, nobre redator, tenta fazer malabarismos com o roteiro para o comercial não ser motivo de piada junto aos seus colegas de profissão e também não deixar os telespectadores com ânsia de vômito ou com vontade de trocar de canal toda vez que a sua “estrela” estiver na telinha tendo os seus 30 segundos de fama.

E o pior que o cliente na maioria das vezes nem se importa se a sua empresa está sendo esculachada por todo mundo. O que importa é que o Júnior está na boca do povo, mesmo custando a credibilidade da empresa.

Caio Costa, do Blogcitário – www.blogcitario.com

PS: Não sou parente deles, mas quero divulgar que a galera do Xiscando – www.xiscando.com – está com layout novo e com a competência de sempre em falar de propaganda. Vale a visita.

2 comentários:

blog358 disse...

Mais publicidade? Mais chupadas infelizes?

http://358blog.blogspot.com/
http://358blog.blogspot.com/
http://358blog.blogspot.com/
http://358blog.blogspot.com/

Livre from Cannes

marketrix disse...

Ninguém merece um cliente com essa mentalidade. Ninguém!!!