23/04/2007

Hum... O que é mesmo?

Antes de tudo... Prazer! Ana Carolina. Para mim também está sendo um imenso prazer e, só pelo fato de estar integrada no Bloguerreiros me deixa lisonjeada. Concordo com a Helena sobre a "P* responsabilidade", porque realmente é.

Sim, falarei sobre Moda, porém hoje direi algo mais palpável, socialmente falando. E seguindo a mesma linha da Helena...

Pesquisadores da University of California, em Los Angeles, e do Hospital for Sick Children, em Toronto, monitoraram neurônios nas amídalas laterais de camundongos para analisar se a presença da proteína CREB tem algum papel na sinalização dos neurônios para a formação de lembranças. CREB quer dizer elemento de ligação a proteínas de resposta à molécula adenosina monofosfato cíclico, na sigla em inglês.
O traço de lembrança mostrou que a atividade aconteceu em 20% dos neurônios. Cada lembrança pode ser formada pela mesma porcentagem de neurônios, mas não pelas mesmas células nervosas. Os pesquisadores também não têm certeza do que realmente impulsiona a função CREB e, portanto, da probabilidade de qualquer neurônio específico participar no processo de criação da lembrança.
Acredita-se que a CREB esteja envolvida no registro de lembranças em vários organismos, de lesmas do mar a seres humanos. Os cientistas esperam que as descobertas possam ajudar a abrir caminho para novos tratamentos para o Mal de Alzheimer.

É... E vovô e vovó diziam que usamos só 10% do cérebro... Oh!

4 comentários:

Fábio de Souza disse...

Parabéns Ana pela sua matéria, muito boa. E vamos torcer que eles descubram novos tratamento para o Mal de Alzheimer.
É um prazer trabalhar com você aqui nesse blog...

Helena disse...

Nossa Ana, que legal saber disso ! Muito interessante esta matéria! adorei Parabéns...
beijos

Inã disse...

Muti boa a matéria msm, parabéns!!

Alex Gonçalves disse...

Minha memória é melhor do que a de uma lesma...eu acho. Hehehe.

Muito bom mesmo! Parabéns.