06/09/2007

Pânico, o rei dos “merchans”

A turma do “Pânico da TV”, capitaneado por Emílio Surita, é conhecida por seus quadros humorísticos que tendem para o inusitado e, algumas vezes, para o mau gosto. Mas um fato é inegável: o pessoal sabe atrair anunciantes como nenhum outro.

O segredo é que eles sabem fazer o “merchandising” ficar mais divertido, colocando o produto do anunciante no contexto do programa. Um exemplo recente é o Aquarius Fresh, bebida da Coca-Cola.



Ao invés de fazer o blá-blá-blá tradicional, eles simplesmente inauguraram a já clássica luta Mariazinha (personagem da bebida) x Dança do Siri. E desta forma, eles conseguem do público simpatia pelo anunciante. Eles já botaram até um lutador fantasiado de Mariazinha dentro do ringue.

Além disso, eles se tornaram mestres em propagar a sua marca pela concorrência (leia-se Globo) com a famosa dança do programa. Vários vídeos do You Tube mostram pessoas dispostas a aparecer ao vivo para todo o Brasil agachadas e movendo de um lado para o outro.



Por isso, não é à toa que a trupe da Rede TV! é tão desejada e tem os seus primeiros vinte minutos repletos de anunciantes querendo pegar carona nesse poder de atração que eles têm.

Caio Costa, do Blogcitário – www.blogcitario.com

2 comentários:

Malucom disse...

essa dança do siri é a coisa mais sem graça que apareceu nos últimos tempos.

GuiCury disse...

Concordo com as 2 explanações. A dança realmente é muito sem graça! Mas é um dos maiores exemplos de guerrilha, mídia espontânea em outros canais, interatividade e criatividade.