06/04/2008

Transmedia Storytelling

Artigo originalmente postado no meu blog de planejamento chamado O Planejador.
_________________________________________________________

Semana passada peguei um job bem interessante aqui na agência. Precisava fazer uma pesquisa sobre Transmedia Storytelling. Até o momento nunca tinha ouvido falar disso e creio que muitos ainda desconhecem esse termo.

A primeira vista o nome soa assustador, mas depois que nos aprofudamos no assunto podemos ver que é bem legal. Sem falar dos cases que são bem interessantes também.


Transmedia Storytelling
é um mix de:
• Conteúdo 360
• Convergência
• Entretenimento Cross-Media
• Markting Integrado
• Media Agnostic
• Entretenimento Multiplataforma
• Comunicação multidisciplinar

Isso tudo se traduz em várias ações, para várias mídias além da TV, como celular, impressos e Internet.


Outra definição que gosto muito é essa:
"Transmedia StoryTelling, also called multiplatform or
enhanced storytelling, is storytelling across multiple forms of media. By using
different media, it attempts to create "entrypoints" through which
consumers can become immersed in a story franchise's world."

Existem já alguns cases de transmedia storytelling, tais como, Batman Begins e Matrix, porém o mais famosos é o do seriado Heroes.

Vou reproduzir aqui um pedaço do artigo da revista Meio Digital que conta esse case:

Heroes Evolutions

Visão geral:A NBC tem cerca de 43 programas dos mais diversos gêneros, mas o site da série Heroes (mais de 10 mil páginas) detém 25% do tráfego de toda a rede desde que começou.

Aplicação do transmedia storytelling: A seção Heroes Evolutions é aonde o usuário/espectador encontra diversas histórias paralelas e desdobramentos de enredo que enriquecem o seriado, mas não inviabilizam o entendimento de quem só assiste na TV.

Interatividade: Hana Gliterman é uma personagem que tem o poder de se transportar por ondas de rádio e redes de dados e se comunicar e comandar qualquer aparelho de comunicação. Codinome Wireless, ela foi desenvolvida para ser anfitriã do seriado na Internet e celular.
“Depois de um determinado episódio, Hana apareceu no site e começou a convocar as pessoas para sabotarem a manipulação da eleição que o vilão estava montando. A resposta foi inacreditável pois milhares de pessoas montaram verdadeiras comunidades para clicar até o último segundo do episódio e tentar vencer o mal. Acabamos colocando a personagem em alguns episódios da TV em função dessa resposta positiva.”, disse Jessé Alexander.

O conceito: “Go beyond your television screen and take the next leap forward with Heroes Evolutions.”



Para saber mais sugiro o post do Lucas Pereira, do Maurício Mota a excelente matéria que saiu no Meio Digital.
_________________________________________________________

Bom, é isso.

Abraço

Bruno Delfino
www.falandonisso.com

2 comentários:

Gardagami disse...

See Please Here

Fernando Palacios disse...

Se tiver interesse em se manter ligado no assunto, dê uma passada no nosso blog: www.storytellers.com.br
Abraços